slider img
slider img
slider img

Um posto rápido para falar como foi a experiência de jogar o novo game do Dragon Ball na sua fase open-beta, nada de muitos detalhes, apenas...

Beta de Dragon Ball Fighter Z

Um posto rápido para falar como foi a experiência de jogar o novo game do Dragon Ball na sua fase open-beta, nada de muitos detalhes, apenas umas primeiras impressões.

 Resultado de imagem para dragon ball fighter z

O jogo tá muito bonito! Quem viu os trailers e jogou sabe bem o que quero dizer, a sensação que temos é a de "jogar o anime", as vozes, os movimentos e até podemos invocar o Sheylong! (Sim, basta reunir as 7 esferas do Dragão durante a luta que podemos ter um pedido realizado - e quando isso acontece é sempre épico! Consegui jogar umas poucas partidas, o jogo estava demorando demais para encontrar outros jogadores e nem cheguei a conseguir jogar com amigos na PSN, simplesmente não tinha a possibilidade de escolher jogar com um jogador em específico, e espero que isso mude com a versão final do game. Num geral, a movimentação está ótima, comandos respondem bem (mesmo eu penando muito para usar o sistema de meia-lua + soco, sou mais acostumado com o sistema de Mortal Kombat), porém a única crítica (bem pessoal) minha é que o game não parenta ter sistema de combo-breaker, não podemos interromper o combo do adversário, e quando ele te leva para o canto do cenário pode-se imaginar o quão apelativo fica o jogo. O jogo conta também com um sistema de chat entre os membros do server que usa imagens dos próprios personagens da série Dragon Ball e que são bem divertidos -  e sim, temos servers brasileiros!

Resultado de imagem para dragon ball fighter z
Kakaroto preparando para soltar aquele Kamehameha destruidor!
O game tem uma boa expectativa, vejamos se será correspondida. A versão final lança em 26 de Janeiro de 2018 para PS4 e Xbox ONE. Provavelmente não conseguirei comprar o jogo logo na estreia - está complicado, jovens gafanhotos.. Mas se você, leitor, comprou o jogo, diga nos comentários o que achou da beta e da versão final!
Um abraço do tio e até mais!

Olá pessoal! Hoje vou falar de um filme brasileiro que conquistou os corações de muitos de nós e que em 2016 estreou a segunda parte dessa ...

Minha mãe é uma peça 2 - Dona Hermínia está de volta!

Olá pessoal! Hoje vou falar de um filme brasileiro que conquistou os corações de muitos de nós e que em 2016 estreou a segunda parte dessa história, Minha mãe é uma peça 2! (Caso queiram saber como é o primeiro filme, é só clicar AQUI). Bem, vamos ao filme.
A história continua quando Hermínia já está com seu programa de sucesso ao ar, quando muda de condomínio e está mais elegante, mas o jeitinho de mãe continua o mesmo de sempre.
Seus filhos, Marcelina e Juliano, ainda moram com ela e claro, que as brigas são normais. Hermínia quer que Marcelina e Juliano comecem a trabalhar ai então que Marcelina fala que quer ser atriz e que só não está trabalhando pois está em fase de testes e o Juliano ainda está na busca do emprego. De quebra, seu netinho que veio de Brasília vai passar uns dias na casa da vovó e claro que isso só podia dar em confusão.
Enquanto Hermínia passeia com seu neto, eles entram numa loja de brinquedos e seu neto acaba vendo um quebra-cabeças que após ela perguntar o preço para o vendedor ela desiste do brinquedo na hora, mas aí seu neto resolve pegar um coelhinho, no qual este tem casa, piscina, família e o que mais você possa imaginar e como o vendedor deu as "gentis" sugestões do coelho e seu neto ia fazer birra, ela resolve levar tudo o que o vendedor falou, para casa. Na mesma noite, seu neto está desenhando e da um desenho para Hermínia e nesse momento seus filhos chegam, ela comenta sobre o desenho e Marcelina fala da obra de arte que o Pedrinho está fazendo na parede da casa.
Um pouco antes de Pedrinho voltar pra casa, Hermínia vai visitar tia Zélia, que não está muito bem de saúde e percebe que cada vez mais sua tia está se esquecendo das coisas.
Depois da volta de Pedrinho para Brasília, a irmã de Hermínia e Iesa (Lucia Helena) chega de Nova Iorque para ficar na casa de Iesa, mas como elas brigam, aonde Lucia Helena vai? Para a casa de Hermínia claro.
Após alguns dias da chegada da tia, Marcelina avisa que passou no teste de teatro e vai morar em São Paulo. No começo Hermínia não gosta, mas depois ela e Juliano vão visitar Marcelina em Sampa! Lógico que muitas confusões acontecem e estas rendem boas risadas.
Já de volta a Niterói, muitas outras coisas acontecem, como festa da emissora onde Hermínia tem seu programa, a saúde de tia Zélia, a ida de Juliano a São Paulo para ir morar coma irmã e assim vai.
Nesse filme temos um pouco de tudo e se eu for contar tudo, o filme irá perder a graça.
Bem, se querem saber o que vai acontecer nessa família maluca assistam ao filme!
É isso gente, espero que tenham gostado e até a próxima! 




Olá inciantes! Primeiramente espero que tenham passado bem esse fim de ano e as férias. Este post é dedicado aos fãs de Gayle Forman, a aut...

Eu estive aqui

Olá inciantes! Primeiramente espero que tenham passado bem esse fim de ano e as férias. Este post é dedicado aos fãs de Gayle Forman, a autora de “Se eu Ficar” e “Para onde ela foi”, ou mais do que isso, aos que se interessam por histórias relacionadas à histórias reais transformadas em livros, nesse caso mais especificamente, a história de Suzy Gonzales que irei contar um pouco mais a frente.
Sinopse
Quando sua melhor amiga, Meg, toma um frasco de veneno sozinha num quarto de motel, Cody fica chocada e arrasada. Ela e Meg compartilhavam tudo… Como podia não ter previsto aquilo, como não percebera nenhum sinal?
A pedido dos pais de Meg, Cody viaja a Tacoma, onde a amiga fazia faculdade, para reunir seus pertences. Lá, acaba descobrindo muitas coisas que Meg não havia lhe contado. Conhece seus colegas de quarto, o tipo de pessoa com quem Cody nunca teria se esbarrado em sua cidadezinha no fim do mundo. E conhece Ben McCallister, o guitarrista zombeteiro que se envolveu com Meg e tem seus próprios segredos.

Porém, sua maior descoberta ocorre quando recebe dos pais de Meg o notebook da melhor amiga. Vasculhando o computador, Cody dá de cara com um arquivo criptografado, impossível de abrir. Até que um colega nerd consegue desbloqueá-lo… e de repente tudo o que ela pensou que sabia sobre a morte de Meg é posto em dúvida.  
Comentário sobre o livro
Ao iniciar minha leitura me deparei com uma situação que eu percebi que está se tornando cada vez mais comum, a depressão, podendo notar-se pela criação da série "13 reasons why" e pela divulgação de diversos outros materiais sobre o assunto, e achei que o livro trata do assunto de uma forma aprofundada, mostrando que nem sempre as coisas são o que parecem, principalmente pelo fato de que, ninguém percebeu que Meg estava entrando em depressão, e mais do que isso, é mostrado que em alguns casos, como a da personagem em questão, a facilidade de encontrar informações que podem agravar a doença, podendo levar ao suicídio, contudo, a informação só foi facilmente acessível para Meg, pois para os amigos que passaram a investigar os motivos de tal ato, foi extremamente complicado, pois haviam criptografias que necessitavam ser quebradas para que os detalhes fossem revelados, e foi aí que Cody descobriu um mundo que não se esperava, um chat onde as pessoas conversavam uma com as outras e um dos usuários, incentivou Meg a cometer suicídio e explicou detalhadamente como realizá-lo.
História De Suzy Gonzales
Suzy Gonzales tinha 19 anos e é descrita pela autora como uma jovem inteligente, criativa, carismática e inconformista, porém, Gayle não conseguiu conhecer Suzy pessoalmente pois a garota havia falecido anos antes da autora começar a procurar histórias para se inspirar, porém, esse fato a intrigou ainda mais, levando com que a garota desconhecida da história que está se tornando cada vez mais comum, virar uma inspiração para o livro.
Suzy sofria de depressão. Segundo a autora, quando a jovem começou a ter pensamentos suicidas, foi procurar o centro de saúde da sociedade em que estudava em busca de ajuda, mas acabou depositando sua confiança em um grupo de “apoio” a suicidas, no qual não só aplaudiram sua iniciativa de se matar, como lhe deram conselhos sobre como fazê-lo, assim como acontece no livro.
Opinião da autora sobre o assunto
Gayle ao escrever o livro começou a se questionar se, caso Meg soubesse como a sua melhor amiga e sua família iriam se sentir com a tragédia da perda, se ela teria mesmo realizado tal ato. E para complementar o seu pensamento, os dados colocados e explicar a história de inspiração, ela também explica um pouco sobre as doenças psicológicas, consequências e tratamentos.

O ano de 2018 começou! Estávamos fora por uma série de questões pessoais que vão desde vestibular, falta de conteúdo, trabalhos e afi...

Horizon Zero Dawn: máquinas pré-históricas



O ano de 2018 começou! Estávamos fora por uma série de questões pessoais que vão desde vestibular, falta de conteúdo, trabalhos e afins, portanto pedimos perdão desde já, além disso nossa equipe está menor, muitos membros pararam de post faz um tempinho já por diversos fatores. Vida que segue, Iniciantes! Para não ficarmos falando de coisas negativas logo nesse dia 10 de Janeiro de 2018, vamos falar desse petardo que foi Horizon Zero Dawn.

O título exclusivo da Sony (PS4) me chamou a atenção desde seu anúncio; desenvolvido pela Guerrilla Games, a mesma empresa que fez a famosa série KillZone, Horizon já tinha um grande peso nas costas. Uma empresa que até então era conhecida por fazer jogos de tiro em primeira pessoa agora deveria fazer um jogo de Ação e Aventura em terceira pessoa em um mundo aberto, é uma baita mudança! Será que a desenvolvedora conseguiu atingir seu objetivo? Venha conferir no post do dia!

Afinal, do que se trata Horizon Zero Dawn?

No game você controla Aloy, uma menina que desde seu nascimento é uma Exilada, cuidada por Rost. Aloy, com o passar dos anos, sofrendo por ser Exilada decide fazer uma prova que pode lhe oferecer um lugar na tribo, após árduo treinamento o grande dia chega e novos mistérios surgem. Aloy parte numa jornada em busca de conhecimento, saber suas origens e isso a levará para lugares jamais pensados.

Sim, falando desse jeito o enredo parece algo normal, e talvez até seja, mas a história fica cada vez mais envolvente e para não estragar as surpresas não usaremos spoilers.
Image result for Horizon zero dawn

O Mundo de Horizon:

O mundo no qual o jogo se passa é muito rico: existe fauna, flora, máquinas, tribos, cultos etc. O jogo te lança num cenário que remete ao pré-histórico, usando arcos, flechas, lanças e ao mesmo tempo existem máquinas com tecnologia futurista, o que nos leva a mais perguntas que serão respondidas ao longo da história. Esse universo próprio de Horizon se mostra muito rico, os animais fogem de nós e são caçados pelos humanos; não raramente encontramos com uma tribo atacando ou sendo atacada por uma máquina, podemos então ajudá-los ou matá-los. Além disso usamos um dispositivo chamado Foco, que permite enxergar o mundo de outra forma, podemos ver a rota que os inimigos (animais ou humanos) fazem, encontramos áudios secretos com o Foco, e podemos ter "vislumbres" do mundo antes dele chegar nesse cenário pré-histórico - e com o desenrolar do game tudo fica mais simples de entender.
Image result for Horizon zero dawn

Pontos bons:

  • Enredo e Narrativa: o enredo do game te prende de tal forma que você se torna amigo da Aloy em pouco tempo, vemos o crescer da personagem e desejamos ir a fundo nesse complexo e estranho mundo de Horizon. A presença da Aloy é um ponto forte da trama, mas há diversos personagens com diversas subtramas que nos são apresentadas e que tornam um pouco mais rico a história. Coloquei nesse tópico também a Narrativa pois o desenrolar da trama é outro ponto forte, passamos por tramas políticas, culturais, religiosas até fecharmos a história do game e isso é extremamente bem executado;

  • Jogabilidade:  o jogo tem uma jogabilidade muito boa e fluída, desde as escaladas em montanhas com Aloy até o combate e a furtividade (essa última tem lá suas falhas, mas deixarei passar porque acerta mais do que erra);
 
  •  Gráficos: os gráficos do game são algo dignos de admiração, o jogador tem vontade de pausar o jogo e admirar a paisagem - mas pode ser atacado por animais enquanto isso! Há vaga-lumes, o cabelo da Aloy (que às vezes se mexe sozinho, mas isso é detalhe), neve, fogo, chuva  e até mesmo há formigas que andam pelas árvores o que mostram bem a qualidade gráfica do jogo;
  •  Trilha Sonora: aqui deixarei o link para um vídeo que tem a trilha sonora do jogo, vocês merecem ouvir isso. A trilha tem um tom de aventura e meio tribalista, além de trazer um tom de mistério e quase homérico que passa por toda a trama. Ouça a trilha aqui: https://www.youtube.com/watch?v=lnH2lpOiwDU

     Pontos Fracos:

  • O maior ponto fraco do game está em seus bugs, que não são assim tão frequentes, mas irritam um pouco sim, como travar a movimentação numas pedras, ficar visível aos inimigos quando estiver escondido, mas é com a expressão facial que vejo o maior defeito. O game tem uma ótima história, jogabilidade e até uma boa dublagem, mas a expressão facial dos personagens é péssima! O jogador só consegue ver que a personagem chora pela dublagem dela, não pela expressão facial. 

    É isso pessoal, espero que tenham gostado do post de hoje! Um abraço forte do Tio e até mais!

Olá inciantes! Como dito há um tempo, por conta do fim de ano e dos vestibulares, demos uma pausa para nos focarmos nessa etapa decisiva par...

Bem- Vindos de volta!

Olá inciantes! Como dito há um tempo, por conta do fim de ano e dos vestibulares, demos uma pausa para nos focarmos nessa etapa decisiva para nossas vidas, contudo, já estamos nos organizando para um retorno com muitas novidades e mudanças. Então em nome de todos nós integrantes do "Iniciativa Iniciantes", esperamos que seu final de 2017 tenha sido bom e desejamos que seu 2018 seja melhor ainda, com muitas realizações e conquistas.
Para nos aproximarmos mais, gostaríamos que nos dessem sugestões ou conselhos sobre o que mais gostam de ler, de assistir ou de jogar, pois assim, conseguimos agradar a todos e de uma forma muito mais interativa.

Bom 2018 para todos!

Iniciativa Iniciantes

Olá pessoal! Hoje vou falar de um filme que, para quem curte animais, vai adorar, Pets: a vida secreta dos bichos! A história começa a ...

Pets: a vida secreta dos bichos - Embarque nessa aventura animal!

Olá pessoal! Hoje vou falar de um filme que, para quem curte animais, vai adorar, Pets: a vida secreta dos bichos!
A história começa a ser narrada por Max, um cãozinho que vive em Manhattan e que leva a vida perfeita de animal de estimação. Ele dorme com sua dona, passeia com ela, é fiel a ela, entre outras características caninas. Todo dia em que Kate (dona de Max) sai para trabalhar ele a espera sentado na frente da porta.
Um dia, quando Kate volta para casa, ela leva uma "surpresa" para Max, um novo colega de apartamento chamado Duke, cachorro grande que Max rejeita de cara por perceber que está perdendo suas mordomias com sua querida dona.
Quando Kate sai para trabalhar no dia seguinte, deixa os dois sozinhos no apartamento e nessa saída, Max decide dar uma de "macho alfa" com Duke, o que no começo até dá certo, mas enquanto os dois estão passeando no parque com seus amigos, Duke decide aprontar com Max e o arrasta até um beco e o joga dentro de uma lata de lixo, mas ao tentar sair de lá, os dois cachorros tem uma surpresa, eles encontram com um gato encrenqueiro que acaba roubando a coleira dos dois e no meio dessa confusão, Duke decide que vai brigar com esse gato, mas aparecem cada vez mais gatos e daí pra frente só confusão.
Na tentativa de fugir dos gato malucos, os dois colegas são pegos pela carrocinha, mas no caminho esbarram com uma Gang de animais que tem raiva dos humanos porque ou foram maltratados ou abandonados por seus antigos donos. Os dois cachorros acabam inventado uma história para conseguirem sair da carrocinha e acabam sem querer, se juntando a essa Gang do esgoto.
Já nas profundezas do esgoto, quando estão prestes a fazer a iniciação para entrar nessa Gang estranha, alguns gatos aparecem e dizem que os dois cãozinhos eram animais domésticos e isso acaba encrencando os dois, porque a Gang inteira acaba indo atrás deles e claro, que Duke e Max tentam fugir a todo custo. Já longe de casa, os dois cães terão que enfrentar alguns desafios pela frente para voltarem ao apartamento. 
Em Manhattan, Max tem muitos amigos e uma delas é Gigi, uma cadelinha muito fofa e apaixonada por Max, que decide reunir alguns amigos e salvar seu grande amor. 
Será que eles conseguem salvar Max e Duke? Será que esses dois vão conseguir voltar para casa antes que Kate volte?
Bem, para responder essas e outras perguntas, assistam ao filme!
Link do trailer do filme: https://www.youtube.com/watch?v=4qiXEleSNMQ

É isso gente, espero que tenham gostado e até a próxima!



Olá pessoal! Hoje vou falar de um filme de suspense não tão conhecido mas com um ótimo enredo por trás, O sono da morte! A história é s...

O sono da morte - Tudo começa com as borboletas

Olá pessoal! Hoje vou falar de um filme de suspense não tão conhecido mas com um ótimo enredo por trás, O sono da morte!
A história é sobre um casal (Jessie e Mark), que após perderem o filho pequeno em um acidente doméstico resolvem adotar um garoto (Cody) com idade aproximada da de seu filho.
O menino chega na casa com uma caixinha na qual os atuais pais dele não sabem o que tem dentro.
No primeiro dia tudo ocorre bem, o menino vai para aula, volta para casa, e após um longo dia, vai se deitar em seu novo quarto, que já gosta de cara, por causa das cortinas com borboletas (animal no qual Cody é fascinado).
Enquanto Cody está no quarto, o casal está na sala vendo TV quando inúmeras borboletas começam a aparecer do nada e o casal fica encantado com aquilo, Mark até tenta pegar uma, mas depois de um tempo essas borboletas simplesmente desaparecem.
No dia seguinte após voltar da escola, Cody fica olhando um quadro do casal e seu filho, diz que o garoto parece ser legal.
Naquela noite, Cody vai dormir antes de seus pais adotivos e enquanto os dois estão na sala de novo, as borboletas voltam e de repente, quando Jessie se vira, seu filho está na ponta da escada, ela o abraça, mas do nada, o garoto some. Após o sumiço, Cody aparece na sala pedindo desculpas e pega um refrigerante ou energético na geladeira.
Após alguns dias, Mark começa a perceber da onde está vindo essas aparições do filho e de diversas borboletas.
Um dia, na esperança de ver o filho novamente, Jessie coloca no leite de Cody um remédio para que ele durma e assim acontece. Mas o que era para ser um momento especial com o falecido filho, acaba se tornando um pesadelo (literalmente), pois vários mosquitos começam a aparecer até que um monstro horrendo aparece na casa do casal. Quando Mark vê o bicho, corre até Cody para tentar acorda-lo, mas essas tentativas são em vão porque o garoto não acorda de jeito nenhum por causa do remédio.
O bicho infelizmente acaba entrando no quarto de Cody e "engole" Mark e na manhâ seguinte, a moça do lar adotivo resolve tirar ele de Jessie.
Enquanto Cody está de volta ao lar adotivo, Jessie resolve investigar um pouco mais sobre a vida de Cody e acaba descobrindo muito mais do que imaginava.

Bem, se querem saber o destino de Cody, seus segredos e o que acontecerá com Jessie, assistam ao filme!
Observação: o filme está disponível no Youtube completo e dublado.


É isso gente, espero que tenham gostado e até a próxima!


Tecnologia do Blogger.